Blog da Paty

Manchas na pele do sol: qual é o melhor tratamento?

Você notou manchas na pele depois de tomar sol e não sabe como agir? Essas manchas aparecem mais frequentemente do que se imagina, especialmente se você não usa protetor solar regularmente. Embora as manchas na pele sejam mais comuns no verão, é importante preveni-las durante todo o ano.

Você notou manchas na pele depois de tomar sol e não sabe como agir? Essas manchas aparecem mais frequentemente do que se imagina, especialmente se você não usa protetor solar regularmente. Embora as manchas na pele sejam mais comuns no verão, é importante preveni-las durante todo o ano.

Quer saber quais são os melhores tratamentos para manchas na pele? Aqui, mostramos os melhores produtos para remover essas manchas na pele! Além disso, você aprenderá sobre os diferentes tipos de manchas na pele e como preveni-las.

Causas e tratamentos para manchas na pele

Quando a melanina da pele, não é distribuída adequadamente pelo corpo, aparecem manchas escuras na pele. Isto é conhecido com o nome de hiperpigmentação, e pode ocorrer por várias causas. A mais comum é devido a uma sobre-exposição ao sol.

A melanina nos protege dos raios solares por isso que, ao expondo ao sol, os melanócitos produzem mais melanina e escurece a pele, causando manchas na pele.

Mulher aplicando produto para tratamento de manchas na pele pelo sol

Normalmente as manchas na pele surgem pela acantose nigricans, que surge quando a pele começa a escurecer e tem uma forma aveludada. Aparecem de forma gradual, sem outros sintomas, mas é mais comum que surjam em mulheres do que em homens.

Estas manchas marrons ou escuras não tem que aparecer só para o sol. As causas podem ser devido a vários motivos, entre os quais se destacam os seguintes:

  • Qualquer distúrbio de saúde, especialmente em pacientes com desequilíbrios endócrinos;
  • Síndrome metabólica;
  • Obesidade, já que o corpo diminui a sua capacidade de absorver a insulina;
  • Consumo de medicamentos, como anticoncepcionais ou outros tratamentos hormonais.

Não precisa se preocupar excessivamente, mas é sempre melhor consultar um médico se as manchas na pele aparecerem de forma repentina. Além disso, um especialista poderá indicar o tratamento mais adequado para o seu tipo de pele e mancha.

Leia também:  ALIMENTOS RICOS EM FERRO PARA UMA DIETA SAUDÁVEL

Tipos de manchas na pele

Nem todas as manchas na pele são iguais, já que podem ser desde pequenas bolinhas ou sardas até vitiligo ou um melanoma. Em seguida, mostramos todos os tipos de manchas que podem sair no corpo das pessoas.

Sardas (efélides)

Algumas pessoas têm efélides durante todo o ano, e essas manchas se tornam mais visíveis com a exposição ao sol. Elas geralmente aparecem no rosto, pescoço e braços de pessoas com pele clara. As efélides não são uniformes e têm uma cor marrom. Normalmente, são congênitas e não são malignas.

Bolinhas (nevos)

Existem diferentes tipos de bolinhas na pele, que variam conforme a acumulação de melanócitos. É importante que um dermatologista monitore essas bolinhas, especialmente se houver alguma alteração no tamanho ou na cor. Elas não precisam se tornar malignas, mas é essencial controlá-las e removê-las, se necessário.

Melanoma

Embora possa ser confundido com um lunar, é um tipo de tumor maligno. Vai crescendo progressivamente, mas de forma assimétrica e irregular, assim como a sua coloração, que pode chegar a ter um tom azulado. Se a mancha se parece com um melanoma, é importante consultar o médico.

Lentigos simples e solares

Manchas na pele causadas pelo sol

São pequenas manchas semelhantes às sardas, mas não mudam de cor com a exposição solar. Estão especialmente relacionados com o passar do tempo e a exposição constante ao sol.

São manchas marrons ou escuras de forma irregular e aparecem de forma espontânea. Também são conhecidos com o nome de lentigos senis ou com manchas fígado, uma vez que são, normalmente, apresentados a uma idade avançada. Para removê-los é preciso um tratamento médico.

Melasma

Se dão especialmente em mulheres e são causados por alterações hormonais. Os contraceptivos, a menopausa e a gravidez (cloasma) o agravam, e até podem chegar a produzi-lo. Acima dos trinta anos, em regiões como a face, a testa ou nas bochechas.

Vitiligo

Relaciona-se às vezes com a tireoide. São manchas brancas, bem simétricas e delimitadas que costumam aparecer por todo o corpo, mas especialmente pelas pernas e rosto.

Tratamentos para manchas na pele

Moça de chapéu na praia

As manchas na pele podem ser tratadas de diversas formas, dependendo do tipo de mancha. Atualmente, existem muitos produtos cosméticos que removem ou suavizam manchas escuras. Em casos mais graves, é possível recorrer a dermatologistas, que podem tratar as manchas na pele com lasers ou outras fontes de luz. A luz pulsada, por exemplo, é especialmente eficaz no tratamento de lentigos.

Leia também:  CHÁ DE GENGIBRE EMAGRECE? SAIBA TODOS BENEFÍCIOS

A crioterapia também costuma ser usado nestes casos. Trata-Se de congelar a área, utilizando normalmente nitrogênio líquido. O lentigo escama pouco a pouco e acaba por cair, normalmente, apenas. Isto é diferente do laser, que forma uma crosta na área que você tem que tomar cuidado com creme cicatrizante, até que se cure.

Além disso, com laser é mais fácil eliminar o lentigo quanto mais escuro for, o que, para uma mancha mais clara é melhor usar a crioterapia.

No caso de se submeter a qualquer um destes tratamentos, há que sempre combiná-lo com outros. É especialmente importante proteger a pele do sol com cremes foto protetoras e fazer exercício para perder peso, já que o aparecimento de manchas podem surgir pela pouca capacidade do corpo para absorver a insulina.

O melasma é mais difícil de tratar, já que está relacionado com os hormônios. Além disso, é mais sensível à exposição solar. O seu tratamento tem que ser contínuo e prolongado, especialmente se são profundos ou dérmicos.

Em geral, quanto mais profunda e antiga seja a mancha mais custará removê-la.

Produtos para tratar as manchas na pele

No mercado há uma infinidade de produtos despigmentantes, mas sempre tem que olhar para o tipo de pele e o problema que busca resolver antes de comprá-los. Em seguida mostramos alguns dos produtos mais úteis para tratar a pele com manchas escuras!

Os Peelings

Os peelings despigmentantes são considerados como um dos produtos mais eficazes para remover as manchas. Sempre deve ser realizado com uma preparação cutânea rigorosa e combinado com uma boa protecção solar. Há que tentar que o peeling não seja particularmente agressivo e promova a renovação cutânea.

Hidroquinona

Este fármaco é especialmente potente e tem que ser prescrito por um médico. Normalmente mandam misturado com algum ácido para modular a dose.

Ácido kójico

Proveniente do mercado japonês, é um extrato de cogumelos que surge a partir da fermentação do açúcar destas. Inibe a tirosinase, enzima relacionada com a formação de melanina,e a transforma em tirosina.

Leia também:  12 Benefícios da Moringa a Árvore da vida para o nosso organismo

Você pode encontrá-lo em diversos formatos. Recomendamos o gel despigmentante Kojicol, que você pode comprar aqui por menos de 37 euros.

Ácido fítico

Se encontra de forma natural nas cascas de cereais, nozes e legumes. Bloqueia a absorção de ferro e cobre, que intervém na produção de melanina.

Ácido ferúlico

É um antioxidante vegetal que costuma misturar em cosméticos com ácido kójico e ácido fítico. Você pode comprá-lo clicando aqui por menos de vinte euros.

L-Arbutin

Funciona de forma similar à hidroquinona, embora de forma mais suave e mais natural. Inibe a produção de tirosinase. Você pode encontrá-la em vários cremes contra manchas, como a que você pode encontrar aqui por menos de 25 euros.

Ácido glicirretico

Este produto, que é extraído da alcaçuz, atua como anti-inflamatórios calmante. Geralmente é usada para neutralizar a ação dos esfoliantes e despigmentantes. Além disso, também inibe a produção de tirosinase.

Ácido azelaico

Ajuda a eliminar as rebordo definido a nível médico, já que é irritante. Surge do trigo, a cevada e o centeio. Inibe os melanócitos ativos e também recebe o nome de ácido nonanodioico.

Ácido cítrico

O ácido cítrico também é um despigmentante, juntamente com a Vitamina C.

Podemos usar, de forma natural, o suco de limão para tratar a pele. O limão atua como um agente clareador, mas você tem que usá-lo à noite para evitar os efeitos negativos que provoca com sua exposição ao sol. É um bom remédio caseiro para eliminar as manchas da pele.

Bicarbonato de sódio

Ele age como um esfoliante natural, estimulando a remoção de células mortas. Há que usá-lo em pequenas quantidades e embebido anteriormente.

Proteção solar

Embora não atua como despigmentante, também é importante usar filtros solares de alta proteção. Além de usá-lo durante o tratamento, você também tem que entrar protetores solares antes que as manchas apareçam para preveni-las. Isso é especialmente importante no verão se vai tomar sol.

Mas esses produtos podem ser de ajuda, sempre é importante consultar o médico se acredita ter uma manchas na pele maligna. Há que ter em conta que, quanto maior a exposição ao sol, maior a probabilidade de que as manchas sejam malignas.

Não encontrou o que busca?

Use o campo abaixo para fazer uma pesquisa.