CELULITE EDEMATOSA – SAIBA TUDO!

Exemplo de celulite edematosa

A celulite é um dos maiores temores das mulheres do mundo, pois estas lesões roubam estética para nossas pernas e, às vezes, tem complicações para a saúde. Precisamente, hoje falaremos de um tipo de celulite que mais prejuízos que causar ao nosso corpo: a celulite edematosa.

O que é a celulite edematosa?

Sua ocorrência está associada a um mau funcionamento dos sistemas linfático e circulatório, mas também existem outros fatores que acentuam as suas chances de aparecer, como, entre outros, as implicações de um estilo de vida sedentário e uma dieta alimentar rica em sódio e carboidratos.

O sistema linfático faz parte dos sistemas que fazem funcionar o corpo humano, e trabalha em paralelo ao sistema circulatório, mas, ao contrário deste último, que conta com o coração e o bombeamento de sangue, não possui um mecanismo que lhe permita trabalhar de forma independente.

Causas de seu aparecimento

Por esta razão, se vale dos movimentos que produz o sistema circulatório para fazer circular o sangue para impulsionar e levar a cabo as suas funções: transportar as toxinas e os líquidos produzidos pelo nosso corpo.

Obviamente, se a circulação sangüínea tem problemas, transitivamente será afetado o sistema linfático, pois não receberá o impulso de que necessita para trabalhar de forma eficiente e, portanto, o trânsito de líquidos e toxinas vai ficando cada vez mais lento.

Este processo defeituoso, resulta na emergência do que se conhece como retenção de líquidos, ou seja, ao ser afectado o normal funcionamento do sistema linfático, as substâncias residuais que este transporta não podem ser eliminadas pelas vias naturais, por isso que engrossam e la estagnar nos tecidos, formando a tão incômodas celulites.

Exemplo do que é a celulite edematosa

Principais áreas em que aparece

Geralmente, costuma aparecer durante as mudanças hormonais da adolescência e juventude, mas também pode aparecer na idade adulta, produto de uma má circulação sangüínea e/ou retenção de líquidos.

Localiza-Se principalmente nas extremidades inferiores, que costumam inchar e nas que se visibiliza facilmente o aspecto de casca de laranja. Geralmente as pernas perdem a forma torneadas e tornam-se grossas e retas.

Tratamentos contra a celulite edematosa

A celulite edematosa é muito difícil de tratar. No entanto, se age diretamente sobre os fatores que a causam, pode ser conseguido melhorar a sua aparência e atenuar o seu impacto negativo na nossa saúde e estética.

Devemos começar por diminuir o consumo de carboidratos e de sal, o que devemos somar a prática de exercícios de cardio. Isso vai melhorar nossa circulação sanguínea e, portanto, optimizar o funcionamento do sistema linfático.

Lipoaspiração virtual ou lipoescultura

Desde a estética também pode atacar a celulite edematosa. Certamente, os métodos mais rápidos e eficazes são aqueles que envolvem uma visita ao centro cirúrgico. Dentro destes podemos encontrar a lipoaspiração virtual ou lipoescultura, técnicas que possibilitam retirar a gordura de uma vez, mas que exigem que a pessoa continue a cuidar após a operação, pois pode voltar ao seu estado anterior.

No entanto, se não se vão os procedimentos cirúrgicos, há outros meios igualmente eficazes, embora a sua acção é um pouco mais lenta.

Exemplo de mesoterapia

Ultra som e mesoterapia

Dentro destas encontramos os ultra-sons, com os quais se podem fazer desaparecer os nódulos de gordura. Além disso, a mesoterapia é um método certeiro para combater a celulite graças às infiltrações subcutâneos com vários produtos ativos, sendo o médico quem determina qual é o mais indicado de acordo com o paciente.

Existem outros tratamentos eficazes no combate contra a celulite, pro de ação ainda mais lenta do que os anteriormente descritos. Estes procedimentos também podem ser usados para se manter depois de intervenções cirúrgicas como as lipoaspirações, ou de outras técnicas como o ultra-som ou as mesoterapias.

Hidroterapia e pressoterapia

Referimo-Nos a tratamentos como a hidroterapia, que é massagear a área afetada com o fim de otimizar o processo de circulação sanguínea. Às vezes a hidroterapia se vale do uso de duchas de pressão, que atuam favoravelmente sobre o fluxo sanguíneo.

Dentro de estes tratamentos também encontramos a pressoterapia, utilizada com o fim de ativar a circulação sanguínea e, portanto, a circulação linfática. Desta forma, combate a retenção de líquidos, o que se consegue eliminar o inchaço das pernas e evitar que continue formando a celulite. É válido notar que podem ser obtidos resultados semelhantes, com massagens e/ou drenagem linfática.

Massagem com cana de bambu

Os resultados destes tratamentos podem ser complementados com o efeito de uma massagem com cana de bambu, dos que têm um notável efeito drenante e remodelante, e a aplicação prévia de vários óleos essenciais, sobretudo o de bétula, por sua importante ação contra a retenção de líquidos.

Além disso, existem no mercado uma série de cremes anticelulíticas feitas especificamente para combater a celulite edematosa. A aplicação destes produtos requer constância e dedicação, pois os resultados demoram um pouco a aparecer, mas podem ser ideais para uma utilização complementar a outros tratamentos.

Até aqui, algumas considerações básicas sobre a celulite edematosa, esperamos que toda esta informação tenha sido útil e proveitosa.

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on tumblr